Câncer de próstata: a qualidade de vida dos pacientes em geral boa

Câncer de próstata: a qualidade de vida dos pacientes em geral boa

O câncer de próstata é o câncer mais comum em humanos. Uma investigação que acaba de ser publicada analisou as condições de vida dos pacientes.

Por ocasião do oitavo Dia Nacional da Próstata, realizado em 20 de setembro de 2012, a Associação Francesa de Urologia (AFU) realizou uma pesquisa com pacientes.

Isso mostra que a qualidade de vida de homens com câncer de próstata é geralmente boa: avaliada de 0 (muito ruim) a 10 (muito boa), foi avaliada em média a 7,37. Quinze pacientes (13%) afirmaram ter uma qualidade de vida muito boa (10).

E isso apesar dos efeitos colaterais do tratamento (com muitas queixas sobre o impacto na virilidade e sexualidade).

A estreita relação entre qualidade de vida e informação

Pacientes que relatam uma boa ou muito boa qualidade de vida (7 a 10) têm maior probabilidade de estar bem informados sobre a doença e os tratamentos no momento do atendimento.

No entanto, em pacientes metastáticos, há uma deterioração significativa na qualidade de vida. Esses pacientes consideram-se menos informados que todos os pacientes sobre a doença e os tratamentos.

A informação do paciente é essencial

A informação do paciente, portanto, parece ser um elemento essencial que contribui para a sua qualidade de vida. Ao longo do dia, os homens conheciam, portanto, o diálogo, é já não hesitam falar em consulta com o seu médico sobre os seus sintomas, suas dúvidas ou dificuldades.

Lembre-se que este câncer que afeta a próstata, uma glândula do sistema reprodutor masculino, é o câncer mais comum em humanos. Todos os anos na França, 71.000 novos casos e 9.000 mortes são registrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *